quarta-feira, 31 de março de 2010

sétimo andar

Lua cheia
de saco cheio
cheio eu também estou
de alegria , amor e paz
para onde eu quero ir
para onde vou.

terça-feira, 30 de março de 2010

ascendências

um dia assim
um dia assado
só não posso
ficar voando aí parado

domingo, 28 de março de 2010

me udo

Tudo é tudo
nada é nada
mas tudo é nada
e nada é tudo

diante disso tudo
prefiro ficar mudo

quarta-feira, 10 de março de 2010

O primeiro filho

O MANÍACO DA CANETA

Há poemas meus que são tristes

Outros românticos

E a maioria sem sentido e contraditórios

Mas eles todos são maníacos

Exploradores de mim

Fazem-me escreve-los sem eu querer

Sofro muito com isso

Mas amo também

São só poemas

Mas são as grandes paixões da minha vida.