quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Desenhos coloridos se fazem
E minha cabeça se põe a borbulhar
São rabiscos azuis , vermelhos , verdes
Cores impossíveis de se imaginar
Mas não de presenciar
Penso então em pintar um quadro
Vejo nele um rosto
Que não por coincidência é o meu
Estou esbelto , forte e sorridente
Bom pelo menos o pincel me deixa
Um pouco e feliz sorridente.
Estar apaixonado
É como alvorecer na alvorada
E se desflorar com o sabor da manhã
Estar apaixonado
É como comer jabuticaba no pé
Sem ter nehum peso na consciência ou culpa
Estar apaixonado
É como se deliciar com o canto dos passaros
Pensando que está diante de uma orquestra
Estar apaixonado é simplesmente ser o viver
E viver o presente como a púrpura forma de se abrir uma lembrança
Estar apainondo
É como o tudo
É como o nada
É amar incondicionalmente
A pessoa amada

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

O mesmo chão que treme
É o mesmo que te sustenta
A parede ocupa o lugar
Onde antes era vazio
Meu coração tem um vácuo
Que um dia nem pensava em existir
Minha cabeça pensa lentamente
Enquanto em outrora
Turbilhões de idéias vinham a me perturbar
Agora eu sei que um brilho no céu tão forte
Pode ser uma estrela se explodindo
Enquanto isso tento ficar acordado
Por horas à fio
Mas o sono vem vindo
E eu fico sem explicação , muito perturbado.