domingo, 23 de outubro de 2011

A imensidão da alma me emociona
A eternidade é efêmera
E os meus pensamentos se misturam
Como uma massa de bolo na batedeira
Tudo não passa de besteira
Coisas do coração
Da alma
Do físico
Algo que se faz pra desperceber das pretensões
De quem nos rodeia
E quem nos faz feliz
Apenas sinto que meu espírito
Pira
Numa lírica canção de sonar
Quero tudo de bom
Mas o que me faz mais feliz
É poder me apaixonar.

sábado, 15 de outubro de 2011

Os sinos tocam
E o silêncio vem a tona
Tudo me emociona
Enquanto a dor não é pungente
Alimento de gente inteligente
Força
Para seguir em frente
Pequena causa de morte
Efeito maior
Dor de cotovelo.