sábado, 24 de dezembro de 2011

Na efemeridade da vida
Fico na ternura do suceder
Algo que se perde
Como o amor desapontado
Tudo faz parte
O amor é pura arte.

Notar

Todo dia é dia de festejar
Mas agora é natal
Dia do menino e do papai
Cuidado com o ai
Uai, Deus é mineiro
Esperto e lisonjeiro
Fez do Espírito Santo
O Brasil inteiro