segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

O homem de preto vem andando
A noite por assim dizer
Anda e reflete
Quer entrar no céu
Mas não o é permitido
Fugiu então pro campo
E lá brincou
Subiu as escadas quadradas
Depois voltou pra rua
Claro que antes
Ele tinha descido as escadas quadradas
A Lua o filmava
O homem de preto cumprimentou a Lua
O homem entrava em restaurantes
E as vezes conseguia algo de comer
A essa altura já tinha certeza de que duas, uma
Ou Michael Jackson tinha baixado nele
Ou ele realmente era Deus
Preferiu ficar sendo Deus
Invadiu os bares
Roubou salgadinhos
Tomou coca cola
Andava quase nu
Pintado de preto
Apanhou na rua o homem de preto quase nu
Se arrependeu por ser Deus
E pediu perdão
Agora o homem de preto
Era atraído para as trevas
E esperou amanhecer para ficar no seu lugar de origem
O céu era uma pintura para o homem
Tinha medo de todos o homem de preto
Voltou para casa
Descongelou o tempo
E comeu feito um porco
Foi lavado pelo seu pai
Enquanto sua mãe chorava
E ficava feliz também
Por ver seu filho descolorido
Mas o que acontece
É que o homem de preto não existia mais
Mas seu coração era preto
Foi o único local onde o pai do homem não conseguiu lavar
O homem achou bom
Porque naquele momento ele já não era o homem de preto
E sim o homem preto
Preto porque Michael Jackson também era branco
Também era preto
Também era gente
E é isso que o homem foi
Homem de todas as cores
Com sorriso branco nos dentes.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

É humano ser desumano
Agir por maldade sem querer querendo
Fugindo do seu próprio eu
Ai que benção temos nós
Para nos salvar
Surgiu um grande judeu.