terça-feira, 23 de setembro de 2014

A perfeição é meu alvo
Quero desapegar do inútil
Quero chorar alegre
Chorar por chorar
Quero ver a vida sem ser ressentida
Que os justos sejam também humildes
Que os ímpios tenham um coração mole
Que eu ame sem pensar duas vezes
Que não desanime mesmo com tudo ao contrário
A rotina deve ser aleatória
A poesia deve ser meu leme
A música deve inundar minha mente
Amigos devem estar sempre a alcance
Perdoando devo estar crescendo
Crescendo e ficando velho devo estar me redescobrindo
E descobrindo um mundo novo
O amor deve ser direito e dever de todos
O mundo pode até acabar
E mesmo que eu nunca chegue lá(perfeito)
Quero bater no meu peito e dizer
Tentei
E não desisti
Escorreguei algumas vezes
Mas tentei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário